O que é feedback?

feedback é um componente indispensável nas principais estratégias de gestão, retenção de talentos e desenvolvimento de colaboradores – além de ser crítico para a implementação de uma cultura de alta performance nos ambientes corporativos.

Essa devolutiva, no entanto, para proporcionar resultados de fato eficazes e capazes de alavancar o desempenho dos funcionários, precisa ser estratégica e baseada em algumas técnicas pré-determinadas.

De fato, a “cultura de feedback” vem sendo estudada e desenvolvida em inúmeros estudos que objetivam aperfeiçoar as rotinas de trabalho e gestão corporativa.

Exemplos para ilustrar este cenário não faltam, como o livro “A arte de dar feedback”das autoras Shirley Poertner e Karen Miller, publicado pela Harvard Business Review, ou até mesmo “Radical Candor”, escrito pelo ex-executivo do Google e da Apple, Kim Scott – apenas para citar alguns.

Outro importante best seller que aborda o tema é a obra do autor Dale Carnegie, “How to Win Friend and Influence People”.

Fato é que existem inúmeros livros sobre Feedback, com importantes contribuições vindas de estudos sobre o tema, já que isso deve ser feito de forma estruturada, e não apenas no feeling.

De acordo com uma pesquisa da Psychometrics, os colaboradores foram perguntados sobre quais elementos são importantes para gerar engajamento. A resposta foi:

Fato é que muitos gestores, ainda que reconheçam a importância do feedback, podem não saber exatamente as melhores estratégias ou como conduzir de forma eficaz.

Com base em estudos validados pelo mercado e anos de experiência com a gestão de times, compilamos nos tópicos abaixo dicas para você incorporar a cultura de feedback com eficiência. Continue lendo:

O que é feedback e qual a sua importância?

Feedback é o ato de fornecer uma devolutiva a respeito de ações ou comportamentos realizados por um indivíduo ou um grupo.

Isso pode ocorrer em situações pontuais, como forma de gestão de conflito, por exemplo, ou de maneira contínua e regular, para aperfeiçoar o desempenho dos funcionários de uma empresa.

Em um contexto de aprendizagem e desenvolvimento, o feedback (seja ele positivo ou negativo) é crucial, já que ele proporciona uma sensação de envolvimento e interatividade, além de oferecer uma nova perspectiva a respeito do trabalho das pessoas.

É uma das formas mais eficientes de evidenciar aos colaboradores se eles estão cumprindo adequada ou inadequadamente o que é esperado no contexto de seus trabalhos.

Quanto mais eficaz o feedback for, mais os envolvidos serão estimulados para contornarem o que pode não estar saindo como deveria – como prazos não cumpridos, queda de qualidade do serviço, problemas de comunicação e afins.

Grosso modo, o principal objetivo do feedback é proporcionar e/ou aumentar a autoconsciência dos trabalhadores, estimulando transformações positivas no ambiente de trabalho.

Desse modo, suas principais contribuições para a empresas incluem o aperfeiçoamento dos colaboradores por meio da busca autônoma por um melhor desempenho – proporcionando resultados melhores.

Tipos de feedback

Os tipos de feedback podem ser definidos de acordo com a modalidade da devolutiva ou com a sua regularidade.

Na primeira divisão, identificamos os modelos:

Há, ainda, dois tipos de feedback que devem ser adotados em circunstâncias distintas, pois têm resultados e objetivos diferentes. São eles:

Feedback constante

Como o nome sugere, aqui, estabelece-se uma frequência para que o feedback aconteça dentro da empresa.

Ele pode ser semanal, quinzenal, mensal, bimestral ou na frequência que fizer sentido para a organização. Mas uma dica importante é não espaçar muito, já que tanto os líderes quanto os liderados podem esquecer de assuntos importantes a serem batidos.

Além disso, perde-se o timing para abordar questões pertinentes que poderiam ser tratadas com mais eficácia em um período mais próximo ao acontecimento.

Um importante benefício desse tipo de devolutiva é a oportunidade de intervenção em situações que estejam sendo conduzidas inadequadamente, antes que se torne um problema.

Além de manter as pessoas na mesma página, também prepara os colaboradores para uma avaliação anual formal, por exemplo – o que é comum em muitas empresas.

O feedback constante deve ser formalizado para que as pessoas se sintam encorajadas e estimuladas. Por exemplo: em todas as sextas-feiras pode-se fazer reuniões individuais entre o gerente e o liderado, one-on-one, para a devolutiva – ou de acordo com a dinâmica da empresa.

Feedback formal

O feedback formal ocorre entre o gestor e o liderado, de modo que o líder apresentará ao colaborador um resumo de suas últimas ações: desempenho, números, metas, eventuais conflitos, pontos positivos e negativos de sua performance na empresa.

Aqui, aborda-se mais precisamente como o indivíduo tem conduzido o seu trabalho e como ele tem sido útil à corporação.

Esta é uma excelente oportunidade para traçar os planos para o futuro do empregado dentro da empresa, já que, a depender do seu resultado, pode-se identificar a oportunidade de transformar um analista em um coordenador, por exemplo.

Como é um modelo mais completo e preciso, o feedback formal tende a ser mais espaçado. Normalmente ele ocorre semestral ou anualmente.

Em ambos os tipos de feedback, é fundamental que o gestor esteja munido de informações reais, precisas e que haja diálogo sincero e respeitoso.

Mas afinal, como fazer um feedback?

É importante observar que existem muitos fatores que influenciam o feedback de alguém, além da linguagem que você usa para iniciar a conversa. Com isso em mente, aqui estão algumas dicas para dar uma devolutiva eficaz.

1. Esteja ciente do tempo

Coloque-se no lugar da pessoa prestes a receber feedback. Considere se ela está na melhor hora para receber seu feedback.

Emoções fortes podem embaçar a capacidade de uma pessoa de aceitar feedback, seja reforçando ou redirecionando. Nesses casos, a dica é aguardar um momento mais neutro para fornecer feedback.

2. Esteja preparado

Pense na pessoa com quem você está prestes a falar antes de dar feedback. Pense também em qual é o propósito da sua devolutiva e qual você quer que seja o resultado.

Você vê valor na pessoa mudando ou repetindo seu comportamento? Você acha que ele tem acesso a ferramentas suficientes para atingir o resultado esperado? O feedback do seu funcionário precisa fornecer informações suficientes para que alguém continue o que está fazendo ou mude – a depender do objetivo.

3. Forneça exemplos específicos

Seja fornecendo reforço ou redirecionando o feedback dos funcionários, a especificidade é importante para o aprendizado.

feedback específico, ou seja, a devolutiva sobre um ato ou situação pontual, também serve como base para medir o crescimento e orientar o comportamento futuro.

Dizer a alguém que fez um bom trabalho é um bom elogio, mas essa pessoa não saberá quais comportamentos específicos deve repetir no futuro.

4. Torne o feedback “acionável”

Dê feedback aos funcionários sobre comportamentos sobre os quais alguém pode realmente fazer algo.

Evitar comentários pessoais como “você é preguiçoso” é crucial para uma estratégia eficaz. Fato é que não somos motivados a mudar quando recebemos críticas por comportamento passado. Nós simplesmente desligamos e nos tornamos defensivos.

Em contrapartida, é empoderador receber feedback que explora o que podemos fazer para alcançar nossos objetivos ou melhorar a nós mesmos.

Considerações sobre feedback

Criar uma cultura de feedback é fundamental para que os funcionários saibam o que é esperado deles e como a empresa tem visto o seu desempenho. Também cumpre um papel crucial no desenvolvimento e performance dos indivíduos – especialmente para aqueles que querem construir carreira na empresa.

Além disso, todos os líderes precisam desenvolver um conjunto específico de habilidades para dar e receber feedback de forma eficaz. Essa é uma habilidade interpessoal vital que fará de você um gerente melhor, incentivará sua equipe a ter um melhor desempenho e fornecerá resultados mais consistentes para sua empresa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *