Gestão de carreiras

A gestão de carreira envolve muito mais do que pensar aonde se quer estar profissionalmente no futuro. É preciso planejar os próximos passos e saber como desenvolver-se para chegar aos cargos ou áreas vislumbradas. Saiba como uma boa autogestão ajuda a enfrentar a transição de carreira.

A transição de carreira é sempre um momento de traçar novas estratégias profissionais. Envolve incertezas, insegurança, mas pode ser o movimento certo para se atingir novos patamares profissionais.

O primeiro passo nessa jornada é saber para onde se vai e analisar detalhadamente as implicações dessa transição. Quando um indivíduo deixa de ser assalariado e quer virar empreendedor, por exemplo, deve trilhar um caminho – que é diferente de quem faz o caminho inverso e diferente de quem migra em áreas diferentes sendo subordinado.

Em todas as direções que se pretende percorrer, ter uma boa noção de gestão de carreira é crucial. O domínio de todas as etapas envolvidas na transição é importante para quem está interessado em traçar uma estratégia clara de desenvolvimento profissional.

Iniciar esse processo requer pesquisa e planejamento, que por sua vez envolve estabelecimento de metas e o desenvolvimento de estratégias. Este plano pode ajudá-lo a organizar seus objetivos e a descobrir um caminho para a carreira que deseja.

O que é gestão de carreira?

A gestão de carreira é o processo de traçar um roteiro analisando e planejando adequadamente a posição atual e empreendimentos futuros vislumbrados, de modo a obter o melhor benefício em termos de crescimento de carreira e financeiro.

Uma boa gestão de carreira requer a capacidade de promover o crescimento prevendo as possibilidades.

É um processo sequencial que começa a partir de uma compreensão de si mesmo, suas habilidades, seus interesses e engloba a consciência ocupacional.

Como enfrentar a transição de carreiras na prática?

Quando se fala em transição de carreiras, é importante considerar que alguns fatores entrarão em jogo e determinarão seus próximos passos. Por exemplo: a transição de um emprego CLT para o empreendedorismo requer um caminho diferente do caminho que deve ser trilhado para um outro emprego CLT.

Quando se trabalha de maneira subordinada e objetiva-se continuar assim, deve também considerar os conhecimentos que já detém. Esses conhecimentos podem ser modelados e reaproveitados em outras áreas.

Uma mudança de carreira pode ocorrer em qualquer fase da sua carreira. Pode ser gradual ou repentina, planejada ou não. Seja qual for o motivo da mudança, você passará por um período de transição e é importante que esteja munido com as “armas” certas para enfrentar o momento.

Durante esse período, você deve reagir e se ajustar também emocionalmente à nova situação. Um período de transição pode ser muito breve – alguns dias ou semanas – ou pode levar alguns meses ou anos.

Algumas dicas para enfrentar uma transição de carreiras bem-sucedida incluem:

Antes de passar pela transição

Antes de se comprometer com uma nova carreira, alguns passos que podem fazer sentido no trajeto incluem:

Estude a indústria

Um passo fundamental antes de passar, de fato, pela transição, é estudar o setor para familiarizar-se com os termos, processos e procedimentos envolvidos.

Uma forma de fazer isso é procurando vagas em sites de contratação ou até mesmo no LinkedIn e ler o job description. Isso porque estarão explícitas as habilidades necessárias, o que o profissional deve dominar e o que é esperado, de modo geral. 

Adicionar alguns termos comumente usados na área ao seu currículo pode ser uma forma de mostrar que você está por dentro do setor.

Considere as mudanças de vida

A vida profissional é indissociável da vida pessoal. Toda transição de carreira implica em mudanças na vida pessoal, em menor ou maior escala. Desse modo, avalie quais pontos podem ser afetados.

Quando se tem família envolvida, o impacto pode ser maior. Muitas vezes a transição envolve mudança de cidade, estado ou até mesmo de país. Certifique-se de que o novo local atenderá a todas as demandas que você e/ou sua família possam ter.

A transição também pode impactar, ao menos no início, os hobbies e relacionamentos. 

É importante considerar todos esses fatores e pesar a decisão e suas consequências.

Não se esqueça, ainda, de ter um planejamento econômico suficiente para arcar com seus gastos por, pelo menos, seis meses (ou por um período mais abrangente, se possível).

Durante sua transição de carreira

Após decidir se comprometer com a transição de carreira, é hora de colocar o plano em ação e alcançar o objetivo!

Deixe seu emprego atual

É esperado que toda demissão, antes de mais nada, seja feita profissionalmente e em boas condições. Isso depõe não apenas a respeito do profissionalismo, mas também da índole do profissional. É importante indicar ao gestor responsável pela área o interesse em deixar o cargo com algum tempo de antecedência, para que possam se programar para substituir a vaga.

Idealmente deve-se escrever uma carta formal de demissão explicando a saída. Mas não se esqueça de finalizar todos os projetos pendentes e deixar o seu cargo “redondo” para que o próximo a assumir dê continuidade da forma mais fluida possível.

Aperfeiçoe-se

Transições de carreira para áreas distintas costumam exigir diferentes habilidades e certificações ou licenças. Durante o planejamento, você elencou tudo aquilo que precisa desenvolver e obter, bem como os seus custos e tempo implicados. Agora é hora de ir atrás e procurar formas de atender essas necessidades.

Procure escolas e instituições que sejam referência na área para obter formação e qualificação e vá atrás das certificações necessárias.

Networking

Busque manter contato com profissionais do mesmo setor ou de áreas correlatas, seja online ou pessoalmente – em workshops, cursos, palestras e imersões, por exemplo. 

Eles podem aconselhá-lo, orientá-lo e ajudá-lo a aprender e entender como funciona, na prática, a nova carreira. Eles também podem recomendar vagas de emprego ou apresentá-lo a vagas e recrutadores. 

A Comunidade Exchange é nosso ambiente dedicado exclusivamente a isso: os usuários têm acesso a conteúdos exclusivos e chats com outros membros da área de Vendas.

Atualize seu currículo

Após começar seu aperfeiçoamento e obter novas qualificações, não se esqueça de deixar tudo registrado no seu currículo. Desse modo, após uma nova certificação ou curso, insira a informação. Esperar para acrescentar após diversas certificações pode fazer com que você se esqueça.

Não se esqueça de inserir também as soft skills desenvolvidas ao longo do tempo.

Cargos inferiores podem ser necessários

Se você está fazendo uma transição de carreira em áreas distintas e, especialmente se você não tem experiência na nova área, um downgrade pode ocorrer.

Isso implica deixar o ego de lado e assumir posições de entrada, inclusive como estagiário. Esta é a forma mais eficiente de adquirir experiência, conhecer as exigências do mercado e entender como é o dia a dia da profissão.

Conclusão

O processo que antecede a transição é tão importante quanto o momento em si em termos de gestão de carreira. Mas se você quer obter êxito na nova carreira, não pode parar por aí.

Desse modo, educação contínua é importante para ter certeza que suas habilidades estarão sempre alinhadas às demandas do mercado, e isso pode incluir conferências, seminários, webinars e aulas online ou presenciais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *